terça-feira, 30 de março de 2010

Um estranho

Olho-me no espelho e a única coisa que vejo é uma menina, não a mesma menina de antes, é uma menina diferente, com medos, sonhos, mágoa, a algo de estranho se passando, só que não consigo enxergar. É tudo cada vez mais estranho as palavras já não acho, esta tudo embaralhado, as vejo como um vulto passando de um lado pro outro, tentando de alguma forma se organizar mais não dá. Meu coração entrou em greve, ele não sabe mais atender a meus pedidos, ele não sabe mais funcionar da maneira que quero. O que esta acontecendo, o porquê do medo, da angustia, desse sentimento. É como um estranho no espelho, algo que não conheço, e tenho medo de conhecer!

E será que me entender é tão difícil?

8 comentários:

- maria elis disse...

meu coração sempre funcionou por conta própria, confesso que acho melhor assim (:

talvez você só precisa se acostumar com esse alguém novo ;D

beijas vê :*

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Esse danado do coração é assim mesmo, tem vontade própria e não se submete a nós, na verdade somos nós que se submetemos a ele.


Abraços.

Luh* disse...

Ah amiga acredito que vc tá na fase de se descobrir! e é tão complicado mesmo se entender, imagine os outros te entenderem então!
Mas tu aprende o caminho! =)
beijos

Roberta Blá disse...

Nós somos como uma caixinha de surpresas.Cada vez que olhamos para dentro,descobrimos um novo eu, ali escondido, mas que quer avidamente se fazer presente.Torne suas descobertas suas aliadas,tente tirar o que há de melhor em tudo o que lhe for apresentado. Adorei o texto!
Beeeijos flor.

Erica Ferro disse...

Quando a gente não se entende, a gente SE SENTE.

Lua disse...

confusão na mente e no coração faz parte de mim, mas voce descobrirá e nao tenha medo porque ele nos inibe muitas coisas e as vzs boas..

beijos ;)

Lilmi disse...

Se entender é uma das tarefas mais difíceis. Quanto mais fundo a gente vai, mais confuso vai ficando...

Carolinne disse...

è dificil dizer quem nós somos, afinal estamos mudando constatemente!