sexta-feira, 9 de outubro de 2009

A sua companhia


É tão incrível a naturalidade com a qual nos tratamos, quase como se isso ocorresse há muito, muito tempo. Não há nada que estranhemos um no outro. Conversas, opiniões, risada, brincadeiras, toques, abraços... Tudo muito espontâneo e verdadeiro. Não forçamos a companhia, simplesmente nos acompanhamos. Estamos próximos mesmo estando ligeira ou absurdamente afastados.
Talvez seja apenas o jeito que você tem pra se aproximar de mim ou falar comigo; o modo como você enxerga as coisas ou toca em mim; o som da sua voz perambulando na minha mente ou o seu cheiro impregnado nas minhas roupas... Talvez seja o efeito que você causa sobre mim. Não existe algo que eu seja capaz de explicar aqui, mas sei que existe algo diferente entre nós e eu não tenho a mínima pretensão de descobrir o que é. Deixo que a vida vá me mostrando aos poucos, é muito mais gostoso assim.


(Carla L.)

Um comentário: