quarta-feira, 17 de março de 2010

E foi assim que aconteceu..

E talvez ali não fosse o momento certo pra se fizer o que sentia. Meu coração batia forte, mas eu não poderia dizer, às vezes parece que existe uma barreira entre o sonho e a realidade. Mas de alguma forma eu sentia a necessidade de me expressar, eu precisava falar o que carregava no peito, por mais que você soubesse, eu ainda precisava dizer. Aquele momento onde nenhum de nós falava um “ai” se quer, e nem com o olhar conseguíamos nos comunicar, pois ainda existia aquela barreira, pensando bem fosse somente falta de palavras ou a vergonha de mostrar o que sentia.

E por um minuto tudo para, não havia mais barulho ali, o mundo resolveu se calar, somente pra saber o que se passava dentro dos nossos corações. Meu sangue pulsava ferozmente sobre minha veia, havia ali algo que se calava, e aquele silencio cada vez mais irritante, até que surgiu um meio sorriso em seu rosto, aquele sorriso que eu tanto amo, e assim você me tira desse lugar, e tudo realmente, mais uma vez, para! Pelo ar o único som era de nossos risos, risos leves, como de crianças.

Você me olha e diz:

- Você sempre foi assim ou apenas eu que não enxerguei?

Eu, um pouco assustada com a pergunta, pergunto-lhe o porquê. E você mais uma vez sorri e diz:

- É que parado a te observar, por esse tempo, sempre dizia a mim mesmo, que você parecia algo, procurei a resposta, tentei achar, e foi perguntando ao meu coração que eu entendi.

Eu, mais uma vez fiquei assustada, só que foi um susto diferente, era um sentimento diferente, pois você sempre tão sério, poucas vezes havia me falado coisas assim, e logo hoje resolveu dizer. Tento descobrir sozinha, então olho nos seus olhos, e a única coisa que vejo é amor, há amor em todo canto, então lhe pergunto:

- Me diz o que entendeu?

E você mais uma vez, me tira do chão me surpreende dizendo:

- Você é sempre tão doce como mel, leve como o vento, tem o sonho de voar como uma bela borboleta tem um rosto de fada, e esse seu sorriso, e que sorriso, que chega ser mais belo que a lua o sol as estrelas, o mar, é o mais belo sorriso que há nesse mundo. Não sei ainda qual palavra uso para te definir, mas sei que você é tudo de melhor que há em mim!

.

E quem diria, que foi de um belo sonho

que surgiu você!

18 comentários:

Amanda Cabral disse...

post doce como você .
Beijo :*

Erica Ferro disse...

Queria que alguém dissesse metades dessas coisas utópicas, exageradamente doces, enfim... românticas!

Beijo, Ve.

Carolinne disse...

Que fofinho! Uma declaração de amor, o que há de melhor?

mila. disse...

Aainn, teus textos sempre doces e lindos! *-* Beijinhos, flor! :*

Luanne disse...

que doce, o amor é lindo *-*

Luanne disse...

que doce, o amor é lindo *-*

Luanne disse...

O amor é mais que lindo *-*

Luanne disse...

O amor é mais que lindo *-*

disse...

ai... sairei daqui suspirando...

Lilian disse...

Coisas do amor :)
:*

Lua disse...

O amor.. tao doce e tao belo!

beijos ;)

Duanny!. disse...

O amor tem disso!
não é a toa que dizem que é cego.

lindo post =)

ana wants revenge disse...

hoje so to chegando em blogs romanticos hoje... ai ai :)

beijos
.
.
.

Fernanda disse...

Lindo isso né,lindo quando os olhos e sorrisos se encontram,acho que é nesse momento que um coração diz para o outro que dessa vez vai dá certo.

Paula Teles disse...

Lindo e lindo >.<. Ameeei seu blog to seguindo já.Nada melhor que uma declaração de amor >.<

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

"Não sei ainda qual palavra uso para te definir, mas sei que você é tudo de melhor que há em mim!"

Não há se quer posibilidade de ouvir essas palavras e não se balançar, isso é uma das coisas mais lindas que eu já li.

Abraços!

Desirée disse...

Ah que lindo, amei.
Estou seguindo seu blog, viu?

Hosana Lemos disse...

'Não sei ainda qual palavra uso para te definir, mas sei que você é tudo de melhor que há em mim!'

tenho fé que um dia ainda escuto tais palavras, ou pelo menos alguma parte delas!
^^


beijos