terça-feira, 13 de outubro de 2009

O primeiro "te amo"


Difícil esquecer o primeiro “eu te amo”. Talvez você nem lembre como foi o seu, mas vale dizer que toda boa história tem algum que se preze. Às vezes o primeiro é também único, ou o último. Mas em outros momentos, pode significar o início de uma longa jornada.

O que realmente me toca no primeiro “eu te amo”, é o ar desastrado. Aquele tropeço ansioso que sai da boca sem você perceber. O que dá vergonha de falar e, sai sem planejamento, no meio da rua, durante aquele abraço. É aquele que não se vende por aí.

É bom ouvir um "eu te amo" sincero, daquele que você sabe que vem do fundo da alma. Pode ser entre um beijo ou outro, pode ser escrito num pedacinho de papel, na rua, esperando o ônibus, por MSN, durante aquela música, no aconchego de um abraço ou mesmo, em silêncio.

(Maryama*)

"Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores por onde eu vim
Dentro do meu coração"
Ivete Sangalo

6 comentários:

~~ disse...

é sempre o eterno nas nossas mentes , seus textos são lindo floor ~~
já estou seguindo , segue tbm? ^^
bjo

Stephanie Lopes disse...

ée inesqueciveel
é mt bom ouvir ou ate msmo ler um EU TE AMO de quem vc sempre esperou ouvir isso , ou ate msmo de uma pessoa qe vc smp amou

Marcelo Mayer disse...

meu primeiro "eu te amo" foi constrangedor. foi ridículo. rs

obrigado por visitar meu blog

voltarei mais vezes aqui

bjs

Mariana Andrade. disse...

um dia atrás, em uma conversa com 3 horas de duração no telefone, um "eu te amo" foi dito da melhor maneira que eu podia esperar (: foi tãão liindo ahuhae adorei o texto e o blog também. tens o dom, gata ;)

é lógico que vou seguir (:
bjão ;*

jusouza disse...

O primeiro te amo é o que agente nunca se esqueçe mesmo amor, inesquecivelmente inesquecível! Adorei esse texto também

Maryama* disse...

Estão faltando os créditos, moça. Fui eu quem escrevi esse texto :)